Assinatura RSS

Se um dia eu me tornar uma professora…

Publicado em

Eu vou tirar uma cópia de todos os meus livros raros para que os meus alunos possam ter contato com eles, se necessário. É horrível procurar um livro para comprar e não encontrar, porque ele está “esgotado”.

Filosofia da Arte, Schelling

Se alguém tiver acesso e quiser contrabandear uma cópia, esta pobre estudante, que ainda não domina o alemão e que almeja conhecer as obras básicas dos idealistas, agradece.

Anúncios

»

  1. Oi ademonista,
    Quando isso acontece comigo, eu fico de olho na Estante Virtual. Cedo ou tarde, a edição aparece lá. Esse livro do Schelling será tão raro assim? Um abraço.

  2. opatriarcacontemporaneo

    Oi, Srta. Ademonista!

    Só passo para matar saudades! Como vai vc??
    A dica do cara aí em cima é boa: também já comprei livros por lá -na Estante Virtual- que reune centenas ou milhares de sebos…

    Abs!

  3. Eu adoro a Estante Virtual – compro há um bom tempo lá- , mas já vasculhei e não encontrei. Procurei muito através do google, idem. Fiz o pedido na livraria Martins Fontes Paulista, que aparentemente diz entregar sob encomenda, apesar de no site constar “sem estoque”. Esperemos.

    Rodrigo: não parece estar esgotado, esgotado mesmo. Mas não tenho achado em lugar algum.

    Patriarca: estou bem, na medida do possível. Meio ocupada tentando pensar nos estudos, mas não tenho conseguido me concentrar como gostaria. E você? Parabéns pela retomada nos estudos. :-)

  4. opatriarcacontemporaneo

    Srta. Ademonista,

    Afinal vc está na graduação, no mestrado ou doutorado? Bom, se tiver na graduação é normal ficar preocupado com monografias. A minha, por exemplo (há anos atrás): depois de ler umas dezenas de livros não conseguia colocar no papel as idéias. Só depois de uma boa conversa com o meu prof-orientador que ele me ajudou a dar uma estruturada no texto. Aí, com a mente menos tensa, desbloqueada, a coisa fluiu direto num mês inteiro e foi um sucesso o ‘negócio”. :) E, no seu caso, como vc é brilhante, não haverá problemas, a não ser por excesso de idéias ou mania de perfeição.

  5. Na verdade, estou me formando, mas é um projeto de pesquisa para o mestrado. Estou em dúvidas com o tema; pensei em um, mas acho que não vai dar certo, porque é muito difícil, por ter bibliografia desse tema apenas em alemão – em português ele não foi tratado a nível de pesquisa. Aparentemente meu orientador disse que dá para eu tratar deste tema, porém, acho que só conseguiria fazer uma boa pesquisa em nível de doutorado mesmo.

    No final das contas, penso que vou deixar essa pesquisa para depois. O problema é escolher um novo “problema”. :D Dúvidas, dúvidas, dúvidas… Bloquearam minha mente, hehe. Preciso me concentrar – coisa que até agora não consegui.

  6. Daniel Christino

    Vou dar uma seugestão, Dinha, veja se te ajuda. Verdadeiros problemas filosóficos são extensos. Graças a Deus no final da idade média apareceu o sr. Cartesius para nos lembrar que um grande problema pode ser dividido “horizontalmente” em etapas e “verticalmente” em níveis de aprofundamento. Jogue o problema na mesa e se pergunte: por onde eu começo e em que nível de engajamento. Faça dele uma escada que inicia da graduação e vai até o doutorado (inclua também algumas saída emergenciais, é claro). A graduação e o mestrado, por exemplo, podem ser boas oportunidades para se conhecer o estado da arte da questão.

    Lembre-se (questões práticas são importantes) uma monografia não precisa ter mais do que 70 páginas. A minha – sobre o conceito de compreensão em Hannah Arendt – tinha umas 120 e hoje acredito que fui muito prolixo (agora separe as sílabas da palavra prolixo). É só seu primeiro passo. Aproveite para passear um pouco.

  7. Dinha, por que você não compra as traduções em inglês? Dizem que quase sempre beiram a perfeição. Livro usado na Amazon, com o dólar como está, tá saindo 25-30 reais, com frete e tudo. É uma opção…

    Abs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: